Há uns meses desafiei-vos para experimentarem a não consumir açúcar durante um mês. O artigo pode ler-se aqui. 

Enfim, eu sei o quão árdua parece esta tarefa. É que, para além de ser delicioso, o açúcar está em todo o lado e estamos viciados  nele até ao tutano. Aliás, uma das perguntas que mais me fazem no blog é como superar a adição aos doces, e basicamente o que eu respondo é: Deixando de comer. Infelizmente não há outra forma. Na altura em que decidi que teria que mudar de hábitos alimentares sentia-me muito mais cansada do que seria normal e como isso me incomodava bastante acabou por servir de faísca. Às vezes acontece, uma fraqueza física é o que nos faz tomar uma decisão profunda o que, vendo as coisas pelo lado positivo, acaba por ser altamente gratificante, porque de outra forma não teríamos decidido mudar. Certo? Obviamente desejo que todos os que aqui estão estejam rijos e sem mazela alguma e que, mesmo assim, decidam comer melhor.

As boas notícias é que, quanto menos doces comemos menos nos apetecem, tem a ver com uma necessidade dos órgãos viciados e, também, com uma questão mental de saber que se é capaz. Portanto, para deixar de consumir açúcar o melhor é: deixar. Mais nada. De todas as formas trago-vos uma receita super simples que pode ajudar-vos a controlar esses desejos loucos : Chama-se Caldo de vegetais doces. Esta receita equilibra os níveis de açúcar do corpo e relaxa essa vontade doida de parar na primeira bomba de gasolina para comprar um chocolate. Vamos a ela?

Cozinha-se numa panela abóbora, nabo, cenoura e uma couve coração (a quantidade que usariam para fazer uma sopa). Deixam ferver durante 15/20 minutos. Apagam o lume e coam a água que devem beber.  O líquido sabe bem porque tem o sabor dos legumes (é mais ou menos como beber sopa). A água da cozedura que sobrar podem guardar no frigorífico para ir bebendo (mas aqueçam-na antes, sim?) E os legumes podem usar para outros fins culinários.