IMG_0081

Uma das vontades deste blog é dar a conhecer as lojas que, pelo país, nos oferecem produtos biológicos ou alimentos “alternativos” que, habitualmente, não se encontram em hipermercados (embora já exista uma boa oferta nalguns). Basicamente queria responder-vos à habitual pergunta “Onde se compra isso?” de cada vez que escrevo sobre algum ingrediente ou dou uma receita. E a verdade é que cada vez há mais oferta. E não falo apenas das lojas especializadas.  Podem fazer-se boas compras nos mercados locais também.

 

 

Quero muito andar pelo país todo embora, e espero que compreendam, haja alturas em que sair de Lisboa me seja mais difícil, mas tentarei dar o meu melhor. Por isso, seja de onde forem, mandem-me nomes de sítios que achem que faz sentido aparecerem cá, por favor. Podem ser produtores, estabelecimentos ou apenas alguém muito talentoso que faz comida para fora. Desde que seja algo que dá um contributo para uma alimentação melhor haverá espaço neste blog.

 

bi u-2

Bom, a primeira loja visitada fica na Ericeira e chama-se BE U.

Está numa zona central e é bastante fácil descobri-la. Parece-me que o sítio é bastante estratégico pois é possível ir a pé de vários pontos turísticos, há imenso sítio para estacionar (ok, este pormenor tem a ver, também, com o facto de ter ido num dia de semana e no outono), e não há muitas coisas à volta que a abafem ou a façam passar despercebida.

Ainda por cima fica mesmo coladinha ao mar, portanto, surfistas do país podem lá ir, ver as ondas e comprar um quilo de quinoa quase ao mesmo tempo. O espaço consegue ser novo e, também, acolhedor e tem um banquinho na porta, super confortável, onde dá vontade de sentar, um bom bocado, só para ver a loja.

Uma das melhores coisas que oferece é fruta e legumes biológicos de produtores locais e a possibilidade de se comprarem cereais a granel. É verdade que não existe muito o hábito de se comprar desta forma, acho que ainda há pessoas que se atrapalham quando têm que ser elas próprias a abrir a “torneira” e meter os cereais num saco mas, para além de poluir muito menos (podem trazer embalagens ou sacos que tenham em casa), o custo diminui bastante e o quilo de cereal fica mais barato.

bi u 3Também há uma boa secção de leguminosas e algas vendidas a granel, em frascos grandões o que é bom porque, mais uma vez, desce o preço e, ainda por cima, não obriga a comprar quantidades que não se vão usar.

De resto, há leites de todo o tipo, chocolates daqueles pretos com quantidades imensas de cacau, uma boa secção de legumes (locais, recordo) e fruta com um aspecto incrível.

 

 

Também há uma estante com livros sobre alimentação, nutrição e saúde. Ainda por cima está colocada, suponho que de propósito, ao lado do banco, o tal muito confortável,  ou seja, agora há mais uma razão para nos sentarmos lá. Outra coisa a ter em conta é que existe espaço de mercearia “normal” (produtos de higiene, por exemplo).

Preços? Há de tudo. Desde os cereais mais baratos (lá está, por ser a granel é possível) às marcas mais acessíveis. A fruta e legumes são  um bocadinho mais caros do que os encontrados num hipermercado, mas também me parece que compensa por serem mais nutritivos e não terem químicos (é tudo biológico). Aqui está a página de facebook da BE U.  Para a semana mais uma voltinha pelos cantos mais saudáveis do país.